Salmos e Ensinamento


- Salmos -

Ó Deus, eu Vos desobedeci e, assim, pequei!
Arrependido, eu agora me tornei um dos que se ajoelha perante Vós.

É a Vossa luz,
É somente a Vossa luz, ó Deus,
Que salva as ovelhas perdidas que vagam por caminhos sombrios.

Boas ações.
Não importa o quão boas e corretas suas ações sejam.
Se você não conhece Deus,
Suas ações são normalmente centralizadas em si próprio.


- Ensinamento -

“A relação entre salvação e julgamento”

Pergunta: Meishu-Sama, qual é a relação entre salvação e julgamento? O senhor poderia nos orientar sobre este ponto?
Resposta: Salvação e julgamento estão relacionados de forma bem íntima. Quem será salvo e quem não será salvo é decidido precisamente porque há julgamento - Deus julga o Bem e o Mal. O julgamento comum e o Juízo Final não são a mesma coisa. Deus nos julga sempre em nosso dia-a-dia - esse é o Seu julgamento comum, mas no Seu Grande Julgamento, toda a humanidade será julgada. Deus decidirá Seu veredito final no Grande Julgamento e separará o Bem do Mal. Em nossa vida cotidiana também é assim. Enquanto ainda estiver para ser julgado por Deus, você precisa se arrepender - é dessa forma que receberá a salvação. O mais preocupante de tudo é o fato de o ser humano julgar os outros, porque isso viola os domínios de Deus. Nós, seres humanos, não podemos distinguir facilmente o que é Bem e o que é Mal. Se você julgar o próximo, será condenado. Eu digo o seguinte: antes de julgar o próximo, julgue a si mesmo. Tanto julgar o próximo, como não refletir sobre sua própria conduta, são atos completamente errados. E há algo mais: frequentemente usamos o termo “salvar”, mas, na realidade, os seres humanos não podem salvar outros seres humanos. As pessoas são apenas usadas como instrumentos através dos quais Deus salva. O ser humano precisa ser realmente grato por ser utilizado simplesmente como instrumento. O ser humano precisa ser modesto e humilde.

Luz da Sabedoria de Deus, “Sobre a construção e a destruição”,
18 de outubro de 1948